E já na próxima quinta feira, em Lisboa, na Basílica dos Mártires, no Chiado, que vai ter lugar a iniciativa «Um milhão de terços diários em Portugal».

Segundo a promotora da iniciativa, Antonieta Cunha Coutinho, todos os dias, milhares de pessoas rezam o terço par reparar a aprovação de «leis iníquas, e essas leis são a despenalização da interrupção voluntária da gravidez - aborto, e a Lei do casamento civil entre pessoas do mesmo sexo.

Antonieta Cunha Coutinho não tem dúvidas estas leis são «leis iníquas» estas e «todas as leis que prejudicam a família e que vão contra a vida e a dignidade».

Para a promotora, o objectivo da iniciativa é ter um milhão de terços rezados por dia e por Portugal, o que «não é difícil», tendo em conta as inscrições já reunidas.

A iniciativa é «essencialmente dirigida aos jovens», diz Antonieta Cunha Coutinho, e pretende ainda mostrar ao papa Bento XVI, que estará em Portugal de 11 a 14 de Maio, que «os jovens portugueses rezam o terço, tal como pediu Nossa Senhora de Fátima».

Este projecto tem por patronos São Nuno de Santa Maria e Nossa Senhora, já que surgiu na sequência da canonização de São Nuno no passado dia 24 de Abril do ano passado e porque pretende dar cumprimento ao pedido de Nossa Senhora aos pastorinhos de Fátima para que rezassem o terço todos os dias.

A campanha foi lançada no dia da criança, a 01 de Junho de 2009, na Basílica dos Mártires, no Chiado, em Lisboa.