O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, homenageou esta quinta-feira os bombeiros portugueses, sublinhando o seu papel de «pilar imprescindível» na sociedade portuguesa, refere a Lusa.

«Os bombeiros constituem um pilar imprescindível da sociedade portuguesa», afirmou o chefe de Estado, que aproveitou a inauguração da árvore de Natal do Palácio de Belém para saudar o trabalho desenvolvido pelos milhares de bombeiros em Portugal.

Rodeado por algumas dezenas de bombeiros oriundos de todos os distritos do Continente, da Madeira e dos Açores, convidados pela Presidência da República para assistir à inauguração da árvore de Natal, Cavaco Silva recordou que as tarefas desempenhadas pelos bombeiros não se resume ao combate aos incêndios.

«Os bombeiros desempenham muitas outras acções na ajuda das populações», enfatizou, destacando o trabalho desenvolvido em caso de catástrofes, acidentes ou mesmo no transporte de doentes.

Por outro lado, acrescentou o chefe de Estado, há também que pensar nas famílias dos bombeiros, que vivem as suas ausências em missões com «angústia e ansiedade».

A par deste convite para a inauguração da árvore de Natal, o Presidente da República gravou ainda uma mensagem aos bombeiros, que está disponível no «site» da Presidência da República.

Na mensagem, Cavaco Silva volta a enaltecer o «contributo imprescindível» dos bombeiros e a sua entrega «generosa e altruísta à colectividade», considerando-os «um exemplo notável de coragem e motivação solidária pelo serviço público».

A árvore de Natal do Palácio de Belém foi este ano decorada pela designer de interiores Nini Andrade Silva, que se inspirou nos jardins de buxo existentes no palácio.

Com 120 metros de estrutura interior e 60 metros quadrados de rede, a árvore foi enfeitada com 560 bolas e 290 fios.

Para a decoração da mesa da ceia, também da autoria de Nini Andrade Silva, foram utilizadas 200 orquídeas, 80 antúrios, 200 proteias safari, 50 abetos, oito molhes de aspidistras, 30 caixas de musgo, 50 caixas de bolbos e 20 cedros.

A mesa da ceia foi ainda envolvida por 60 metros de veludo dourado e apresenta um centro de flores que a atravessa por inteiro.

Esta noite, o Presidente da República irá ainda inaugurar a exposição de iluminura, escultura e pintura dos XV a XVIII «Alegrem-se os Céus e a Terra».

Esta exposição agrega obras que se encontram dispersas por instituições públicas e privadas e procura, através dessas mesmas obras, contar a história do nascimento de Jesus.