Os distritos de Braga e Leiria estão hoje sob 'Aviso Laranja', o segundo mais grave, devido ao calor, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), num dia em que as temperaturas vão chegar aos 40.º.

Os dados disponíveis no site do IPMA, citados pela Lusa, indicam que o restante território do continente vai estar sob 'Aviso Amarelo', que é o terceiro mais grave numa escala de quatro e significa "risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica".

As temperaturas deverão chegar aos 40.º em Santarém, que será o distrito mais quente do continente, aos 39.º em Évora e Beja, aos 38.º em Braga e Coimbra, aos 37.º em Castelo Branco, Portalegre, Leiria e Lisboa e aos 35.º em Faro.

Na quarta-feira, o IPMA fez uma previsão de tempo quente e seco, com temperaturas acima dos 30 graus nas regiões do norte e entre os 35 e 40 graus no centro e sul do país.

No mesmo dia, a Direção-Geral da Saúde (DGS) emitiu um alerta à população, em particular às pessoas mais vulneráveis, para que adotem medidas de prevenção contra as temperaturas elevadas, esperadas para os próximos dias.

Quanto ao estado do tempo, o IPMA prevê para hoje tempo quente com céu geralmente limpo, vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) do quadrante leste, soprando moderado (20 a 30 km/h) de sueste no Algarve até ao início da tarde e temporariamente de noroeste no litoral oeste durante a tarde.

Está igualmente prevista para hoje uma pequena descida da temperatura máxima na faixa costeira ocidental das regiões Centro e Sul.

Para os Açores está previsto um dia com céu muito nublado com abertas e aguaceiros fracos e temperaturas que não vão ultrapassar os 25.º (Ponta Delgada e Angra do Heroísmo).

O IPMA prevê para a Madeira céu pouco nublado, apresentando períodos de maior nebulosidade nas vertentes norte e na ilha de Porto Santo, vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) do quadrante norte e uma pequena subida da temperatura mínima. No Funchal a temperatura máxima prevista é de 27.º.

Vinte e três concelhos do continente em risco 'Máximo' de incêndio

Vinte e três concelhos dos distritos de Faro, Santarém, Castelo Branco, Leiria, Coimbra, Viseu, Aveiro, Braga, Porto e Guarda apresentam hoje risco ‘Máximo’ de incêndio, segundo informação do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O instituto colocou em risco ‘Máximo’ de incêndio os concelhos de Monchique (Faro), Mação e Sardoal (Santarém), Vila de Rei, Oleiros, Sertã (Castelo Branco), Castanheira de Pera, Pedrógão Grande e Figueiró dos Vinhos (Leiria), Pampilhosa da Serra, Arganil, Góis e Miranda do Corvo (Coimbra), Aguiar da Beira e Trancoso (Guarda), Baião e Valongo (Porto), Póvoa de Lanhoso e Cabeceiras de Basto (Braga), Arouca e Castelo de Paiva (Aveiro), S. Pedro do Sul e Castro Daire (Viseu).

Em risco ‘Muito Elevado’ e ‘Elevado’ de incêndio estão vários concelhos de todos os distritos (18) de Portugal continental.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre ‘Reduzido' e 'Máximo'.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia, relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.