Nas últimas horas surgiram nas redes sociais vídeos do rapper norte-americano XXXTentacion, de 20 anos, nos quais fala da sua morte ou de ser ferido a tiro. E XXXTentacion não queria que a sua morte valesse menos que milhões, nem se contentava com uma vida de milhares.

Se alguma coisa me acontecesse, se eu levasse um tiro e fosse parar ao hospital e se não tivesse um milhão de pessoas à porta do hospital, a tentarem entrar para ver se eu estava bem nunca, mas nunca, mais voltaria a fazer música. Deixaria a música e tornar-me-ia naquela pessoa má que todos pensam que sou e seria egoísta como todos os outros. Se não para que serviria tudo?”, afirmou numa entrevista por Skype, não datada e divulgada no Twitter por DJ Akademiks.

 

Num outro vídeo, desta feita um live do Instagram, XXXTentacion fez uma espécie de testamento sobre como gostaria que o seu legado fosse recebido pelos fãs.

Se o pior acontecer e eu morrer ou outra coisa e não conseguir perseguir os meus sonhos, quero pelo menos saber que os miúdos perceberam a minha mensagem e conseguiram fazer algo das suas vidas. Se eu tiver de morrer ou ser um sacrif´ciio, quero ter a certeza que a minha vida fez pelo menos cinco milhões de crianças felizes ou que encontraram uma espécie de resposta independentemente da negatividade à volta do meu nome, independentemente das coisas más que dizem de mim.”

 

XXXTentacion morreu, na segunda-feira, depois de ter sido baleado à porta de uma loja de motos em Deerfield Beach, uma localidade a norte de Miami.

O artista, de 20 anos, cujo nome verdadeiro era Jahseh Dwayne Onfroy, foi declarado morto na noite de segunda-feira num hospital da região de Fort Lauderdale.

Os dois suspeitos da sua morte fugiram de carro.

As autoridades estão a investigar o caso, que consideram ser, à partida, uma tentativa de roubo, não tento sido feita, até ao momento, qualquer detenção. 

Em março, o segundo álbum “?” de XXXTentacion foi o mais vendido nos Estados Unidos. Na plataforma digital de música Spotify a música “Sad” contava mais de 270 milhões de visualizações.

A curta vida do rapper esteve envolta em polémica, devido a atos violentos em que foi implicado.

Em 2016 foi detido e acusado de invasão de domicílio. No mesmo ano, XXXTentacion ficou em prisão domiciliária por ter atacado a namorada grávida.