As taxas euribor continuam a registar queda, pela 105ª sessão consecutiva. Em causa estão os sinais de contínuo abrandamento da economia e que apontam, cada vez mais, para uma recessão na zona Euro.

Por outro lado, o possível corte por parte do Banco Central Europeu (BCE) continua a influenciar estas reduções.

Recorde-se que, na semana passada, a autoridade monetária baixou os juros em 50 pontos base para os 1,50%, ou seja, o valor mais baixo de sempre.

A taxa mais usada em Portugal nos créditos à habitação, a 6 meses, recuou para 1,817%, atingindo assim novos mínimos históricos.

Já a taxa a três meses diminuiu para 1,687%, enquanto a de um ano baixou para 1,939%.