A maioria dos jornalistas rejeitam um quinto canal de televisão em sinal aberto.

De acordo com a análise «Sonda Central de Informação/Meios & Publicidade», que se centrou em 103 responsáveis pelos principais órgãos de informação, 58 por cento dos inquiridos defende que o seu lançamento não faz sentido do ponto de vista do equilíbrio do sector.

Desta maioria, 30% argumenta mesmo com o risco de se «diluir ainda mais o já escasso budget publicitário».

Do lado dos que defendem a sua criação, 34% exige apenas que seja de «investimento privado», e 8% está a favor, incondicionalmente.

49% não acredita nas duas propostas

Relativamente aos dois concorrentes a concurso, a Zon Multimédia é a preferida, com os votos a favor de 25% do painel, contra os 17% conseguidos pela Telecinco.

No entanto, a grande maioria (49%) defende que «nenhum deles» está preparado para vencer. Já 9% preferiu não responder à questão.

Por último, e relativamente ao conteúdo e formato, 83% defende uma divulgação e discussão pública das propostas.

Integrados nesta maioria estão 21% que defendem «que se trata de uma questão importante para o sector» e 15% que realçam a importância de se evitar um escolha errada. Apenas 15% é da opinião de que esse debate não se justifica.