O apoio das Juntas de Freguesia aos contribuintes para entrega de declarações electrónicas «ajuda a reduzir custos administrativos e a apressar os reembolsos», disse o secretário de Estado dos assuntos fiscais, Carlos Lobo, no âmbito da assinatura de um protocolo de cooperação entre a Associação Nacional de Freguesias (Anafre) e o Governo que permitirá às Juntas de Freguesia informar e apoiar os contribuintes no envio electrónico das declarações de IRS, relativas ao ano passado.

Menos 5 milhões: freguesias dizem-se ignoradas por Governo

A entrega dos processos feita por via electrónica «acelera o reembolso aos contribuintes, o que pressupõe que a partir do início de Maio, os primeiros reembolsos comecem a ser feitos e também a rápida detecção de erros».

De acordo com Carlos Lobo, «ao nível da Direcção geral de Impostos (DGI) e do Ministério das Finanças, as freguesias são vistas como parceiro útil no apoio ao contribuinte».

O responsável acredita em bons números para este ano, já que em 2008 foi atingida uma «marca histórica», quando mais de 70 por cento das declarações foram entregues electronicamente.

Já o presidente da ANAFRE, Armando Vieira, diz que «este é um exemplo habitual da nossa postura habitual em servir o cidadão».

Armando Vieira conclui dizendo que «isto é uma mais-valia especialmente para os idosos que não têm tanto acesso às novas tecnologias».