(Notícia actualizada às 18h05)

O crédito concedido pela Caixa Geral de Depósitos (CGD) subiu 11,2% para os 77,4 mil milhões de euros, em 2008. Em parte impulsionado, pela concessão de crédito a empresas, que registou uma subida de 16,1%.

O crédito ao sector público administrativo subiu 13,1%, já o crédito à habitação apresentou um aumento de 5,9%.

Lucros da CGD caem 46,4% para 459 milhões

CGD: BCP e ZON com impacto negativo de 482 milhões

«Cerca de 80% do total do crédito a clientes respeitam à actividade da CGD em Portugal, sendo de salientar, quanto às outras unidades do Grupo, os aumentos verificados no Banco Caixa Geral (Espanha), com 575 milhões de euros (+13,2%), e na Caixa Leasing e Factoring, com 613 milhões (+22,5%)», revela o banco de Faria de Oliveira em comunicado.

CGD: 2009 vai ser tão ou mais difícil que 2008

CGD vai entregar dividendo ao Estado de 300 milhões

Imparidades

No crédito à habitação e, no território nacional, o montante de operações contratadas no ano ascendeu a 3. 739 milhões de euros, ou seja, um valor inferior ao verificado em 2007(menos18,1%), acompanhando a quebra que se tem assistido no mercado imobiliário.

A qualidade dos activos medida pelo rácio de crédito com incumprimento, calculado de acordo com as normas do Banco de Portugal, fixou-se em 2,33% enquanto que o rácio de crédito vencido total foi de 2,38%.

Já o rácio de crédito vencido com mais de 90 dias foi de 2,00%, contra 1,80% em Dezembro de 2007.

Quanto ao montante da imparidade acumulada relativa ao crédito a clientes (normal e vencido) atingiu 2 121,1 milhões de euros no final de Dezembro, cifrando-se o grau de cobertura de crédito vencido, com mais de 90 dias, em 137,3%, valor próximo do registado um ano antes (137,9%).

Recorde-se que, os lucros do banco registaram, em 2008, uma quebra de 46,4% em relação a igual período do ano passado, atingindo os 459 milhões de euros.