O histórico socialista António Arnaut visitou esta quinta-feira o ex-primeiro-ministro José Sócrates, preso preventivamente na cadeia de Évora, a quem entregou em mão o seu livro «Cavalos de Vento», que tinha sido devolvido pelo estabelecimento prisional.

Em dezembro, a prisão de Évora tinha recusado e devolvido ao antigo ministro e ex-dirigente do PS o livro que tinha enviado, por correio, a José Sócrates.

Na altura, o presidente do Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional (SNCGP), Jorge Alves, explicou à agência Lusa que o livro tinha sido devolvido porque o remetente não era visita registada e porque o ex-governante excedeu o número de encomendas autorizadas.

José Sócrates está preso preventivamente no Estabelecimento Prisional de Évora por suspeita de corrupção, branqueamento de capitais e fraude fiscal qualificada, num caso relacionado com alegada ocultação ilícita de património e transações financeiras no valor de vários milhões de euros.

A 21 de novembro de 2014, o antigo líder do PS e ex-primeiro-ministro foi detido e, após interrogatório judicial, ficou em prisão preventiva, por o juiz considerar existir perigo de fuga e de perturbação da recolha e da conservação da prova.