O Presidente da República assinalou hoje «o momento especial» no reforço de relacionamento entre Portugal e a Indonésia que constitui a visita do chefe de Estado daquele país a Lisboa, considerando que existem já «resultados promissores» em matéria de cooperação.

«Fundado numa história de cinco séculos, o relacionamento entre Portugal e a Indonésia é hoje pautado por um novo dinamismo e por um empenho recíproco na construção de uma relação forte, ambiciosa e orientada para o futuro», afirmou o chefe de Estado português, Aníbal Cavaco Silva, num breve discurso no banquete oferecido em honra do Presidente indonésio, Susilo Bambang Yudhoyono, que decorreu no Palácio da Ajuda.

Lembrando a «calorosa hospitalidade» com que foi recebido em Jacarta, em 2012, Cavaco Silva apontou estes momentos como «um verdadeiro virar de página» nas relações entre Portugal e a Indonésia.

«A nação Indonésia tem feito da consolidação dos ideais democráticos, da tolerância e do pluralismo político e social o caminho que a tem levado a um desenvolvimento assinalável e a um elevado ritmo de crescimento económico», frisou ainda Cavaco Silva, enaltecendo a forma como, ao longo de 10 anos, o seu homólogo indonésio tem sabido liderar «os processos internos de consolidação democrática e de progresso económico e afirmar internacionalmente» o país.

No capítulo da afirmação internacional, acrescentou, Portugal vê com «particular agrado a crescente aproximação da Indonésia à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa».

«O objetivo de reforçar a nossa cooperação em todos os campos vem já conhecendo resultados promissores», continuou, ressalvando, contudo, que apesar dos contactos entre os dois povos serem multisseculares, «apenas nos últimos anos Portugal e a Indonésia têm vindo a redescobrir-se mutuamente, dando início a uma nova fase».

«A visita de Estado de vossa excelência, com que mais uma vez me congratulo, espelha a determinação política em reforçar os laços de amizade e cooperação que nos unem», reforçou Cavaco Silva.