«Buscando testar os limites, o ministro da Educação brinca com a sociedade. Nos boicotes à prova de avaliação dos professores adivinha-se uma nova desobediência civil, que destaca a iniquidade da coisa. Nuno Crato quer melhores educadores? Aperte com as universidades, não com os diplomados.»