A presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, manifestou hoje «alegria» por a manifestação das forças de segurança ter acabado de forma pacífica e disse ter orgulho por o parlamento ser o ponto de destino das manifestações.

«Sobre ontem [quinta-feira], tenho alegria em que tivesse acabado de forma pacífica e em que tivesse havido um recuo organizado pelos manifestantes. É um lado positivo que eu quero fazer sobressair, num tempo em que todos temos a vertigem ou a tentação de fazer sobressair os lados negativos», afirmou.

Questionada pelos jornalistas sobre a manifestação das forças de segurança nas escadarias da Assembleia da República, quinta-feira, Assunção Esteves acrescentou que o parlamento «tem orgulho em ser a casa, a porta, a que todos batem».

«Digo isso aos manifestantes que recebo. Naturalmente que há emoções nas manifestações, às vezes há excessos, há até infiltrações de pessoas que nada têm que ver com elas, mas a única coisa que eu quero dizer é que o parlamento tem orgulho em ser a casa, a porta, a que todos batem», declarou.

Milhares de polícias manifestaram-se na quinta-feira em Lisboa e conseguiram chegar à entrada principal da Assembleia da República, onde cantaram o hino nacional e depois desmobilizaram voluntariamente.

Para a presidente da Assembleia da República, o «facto de as manifestações se repetirem muito» junto ao parlamento, significa que a Assembleia «tem um valor sagrado, que é o lugar da esperança».