O presidente da Câmara de Lisboa afirmou, este sábado, que «troika cá» ou «troika lá» a política em Portugal é a mesma enquanto houver Governo PSD/CDS e recorreu à publicidade para comparar o executivo à «Dona Inércia».

António Costa fez hoje uma das intervenções mais aplaudidas na Convenção «Novo Rumo para Portugal» do Partido Socialista, na antiga Feira Internacional de Lisboa (FIL).

O dirigente socialista referiu-se ao Conselho de Ministros extraordinário de hoje, dizendo que os portugueses esperavam que tivessem uma boa notícia, que a troika ia embora, e uma má notícia, que o Governo continuava.

«Infelizmente, só tivemos uma má notícia: com a identidade ideológica entre o Governo e a troika, com troika cá ou com troika lá, a política vai ser a mesma, porque é a política do PDS/CDS», afirmou.

Depois, o presidente da Câmara de Lisboa pôs à plateia a rir ao procurar ilustrar a realidade do Governo com um anúncio publicitário em que entra o jogador de futebol Cristiano Ronaldo e a atriz Rita Blanco como «Dona Inércia».

«Longe do virtuosismo de Cristiano Ronaldo, este é mesmo o Governo da Dona Inércia. Por ser o Governo da Dona Inércia, é que só se preocupa com a taxa de juro, julgando como a pobre da Dona Inércia que, tendo a mesmo taxa de juro do Ronaldo, ganha o mesmo que o Ronaldo», apontou.

António Costa contrapôs que Portugal é um país «de gente que trabalha e que não está aqui para viver da riqueza das taxas de juro».

«O caminho é investir e trabalhar», acrescentou, recebendo uma prolongada ovação.