Vasco Palmeirim já tinha escrito uma canção dedicada ao anúncio da saída de Paulo Portas do Governo. Como a saída não se concretizou, o animador das manhãs da Rádio Comercial não deixou passar em branco este retrocesso na posição do ministro e escreveu nova canção.

A música é um original de Quim Barreiros.

"Sai o Paulo, Entra o Paulo" [A Viragem do Paulinho]

Lá no país onde eu moro

Há um rapaz chamado Paulo

Chateou-se com o Pedro

Aquilo é que foi um abalo

Não gostou que o amigo

Arranjasse uma nova amiga

E saiu a correr

Como quem está mal da bexiga.

Ele disse: «oh meu amigo

Entre nós não há segredos

Para manter esta amizade

Eu preciso de mais brinquedos!»

O Paulo andou triste

Mas agora ele ri-se

Já fez as pazes com o Pedro

E o Paulo agora é vice!

Sai o Paulo, entra o Paulo

À hora que ele quiser

Já não está amuadinho

Por ciúme da mulher

Sabe que o mais importante

É ter um governo estável

Só não sabe o que quer dizer

a palavra «irrevogável».

Então o Pedro decidiu

dizer a toda a gente

O que deu ao Paulo

Para ele ficar todo contente:

Linha direta pró estrangeiro

Mais uns novos dossiers

E organiza um chá dançante

No primeiro sábado de cada mês

E é isto que se passa

No país onde eu moro

Parece história de novela

Não se eu rio ou se choro

Hoje a porta da saída

Amanhã serve de entrada

Isto é um entra e sai

Parece a casa do Big Bráda!


Sai o Paulo, entra o Paulo

À hora que ele quiser

Já não está amuadinho

Por ciúme da mulher

Sabe que o mais importante

É ter um governo estável

Só não sabe o que quer dizer

a palavra "irrevogável".