A vitória do PSD/CDS-PP por apenas um voto em relação ao PS na Assembleia de Freguesia do Vimeiro, concelho da Lourinhã, levantou sérias dúvidas sobre a contagem dos votos e obrigou a intervenção do Tribunal Constitucional. O vencedor ainda é desconhecido.

Foi a diferença de um voto que levou o PS a levantar dúvidas e a solicitar ao tribunal que dois votos nulos fossem considerados válidos.

Na terça-feira, o Tribunal da Lourinhã reuniu-se com uma comissão, constituída por um juiz, um procurador do Ministério Público, elementos das mesas de voto e representantes das candidaturas, e decidiu manter os dois votos nulos, validando a vitória do PSD/CDS-PP.

Contudo, o PS voltou a recorrer da decisão e pediu a intervenção do Tribunal Constitucional, que, entretanto, pediu esclarecimentos a cada uma das candidaturas.