“As normas de funcionamento [do Fundo de Desenvolvimento Turístico de Lisboa], agora aprovadas pela maioria PS na Câmara, vêm comprovar a verdadeira intenção da criação da Taxa Municipal Turística”, indicam os comunistas Carlos Moura e João Ferreira em comunicado, acrescentando que, “tal como o PCP previu, as receitas desta taxa vão servir para financiar projetos privados, através de subsídios decididos por entidades externas ao município”.