A mais recente projeção eleitoral do Parlamento Europeu dá uma vantagem de seis assentos ao Partido Popular Europeu (PPE), com 214 eurodeputados contra 208 do Partido Socialista Europeu (S&D).

A projeção, feita semanalmente pelo PE desde o início de fevereiro, aumenta em dois assentos a vantagem do PPE sobre o S&D há uma semana, quando a relação era de 212 para 208.

No estudo, divulgado na quinta-feira, a Aliança dos Democratas e Liberais pela Europa (ALDE) soma 60 assentos, mais dois que na anterior projeção, a Esquerda Unitária Europeia (GUE-NGL) 51, menos dois que há uma semana, os Verdes 44 (mais um) e o grupo dos Não Inscritos 38 (menos um).

As projeções do PE, feitas em colaboração com a empresa de estudos de opinião TNS Opinion, baseiam-se em estudos europeus e nacionais semanais realizados nos 28 países-membros.

O PE sublinha que não se trata de uma sondagem, mas de um retrato da opinião pública nos 28 Estados-membros em relação às eleições europeias de maio.

Com metodologia semelhante e divulgação a 01 de abril, uma outra projeção, da Poll Watch, dava um empate entre conservadores e socialistas, com o PPE e o S&D ambos com 212 eurodeputados no futuro Parlamento Europeu.

Esse estudo, que se baseia na análise de sondagens nacionais e europeias e do desempenho dos partidos nacionais em eleições europeias, atribuiu 62 assentos ao ALDE, 55 ao GUE-NGL, 32 aos Verdes e 90 aos Não Inscritos.

Relativamente a Portugal, a PollWatch aponta para a eleição de nove eurodeputados pelo PS (membro do S&D), oito pela coligação PSD-CDS/PP (membro do PPE), três pela CDU e um pelo BE (ambos membros da Esquerda Unitária).

A PollWatch é realizada pela organização independente VoteWatch Europa, em colaboração com a consultora Burson-Marseller.

As eleições europeias decorrem entre 22 e 25 de maio nos 28 Estados-membros (25 de maio em Portugal).