A maioria PSD/CDS-PP chumbou, esta sexta-feira, o projeto de deliberação do BE para participar à Procuradoria-Geral da República a alegada «mentira» de Rui Machete ao parlamento, no âmbito da sua ligação ao caso BPN.

Votaram a favor da iniciativa dos bloquistas a bancada do PCP e o Partido Ecologista «Os Verdes», enquanto o PS optou pela abstenção.

O projeto de deliberação foi apresentado depois de a maioria ter inviabilizado um requerimento, também da autoria do BE, para que o parlamento apresentasse queixa na Procuradoria-Geral da República sobre a alegada «mentira» do agora ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, à Assembleia da República, sobre a propriedade de ações da SLN (Sociedade Lusa de Negócios).

Segundo os bloquistas, Rui Machete deu «uma informação falsa» ao parlamento quando afirmou, numa resposta enviada por carta ao BE, que não era detentor de ações da SLN.

Rui Machete manifestou na passada semana disponibilidade para prestar esclarecimentos ao parlamento, em audição prevista para 8 de outubro, sobre o que classificou como «erro involuntário», depois de admitir ter sido acionista da SLN entre 27 de dezembro de 2000 e 30 de agosto de 2007, num esclarecimento dirigido ao semanário «Expresso».