«O Governo português continua a manifestar a sua total disponibilidade para trabalhar com os Estados Unidos na procura de uma solução que garanta a maximização quanto à utilização da Base das Lajes, reforce o relacionamento estratégico entre os dois países e não seja penalizadora para a população da Ilha Terceira», afirmou o governante.

Machete falava na abertura do seminário diplomático, que reúne até quarta-feira, em Lisboa, diplomatas e membros do executivo para discutir as prioridades da política externa portuguesa.

Sobre o futuro das Lajes, Rui Machete acrescentou: «Seria, aliás, prejudicial para as nossas relações bilaterais que Portugal não tivesse um resultado positivo neste longo e complexo processo».