O deputado do PSD Ricardo Batista Leite pediu hoje à oposição que se constitua em «fator de progresso» e se disponibilize para um consenso sobre «as linhas estratégicas para o futuro do país».

Ricardo Batista Leite lançou este «desafio aos partidos da oposição» numa declaração política, na Assembleia da República, não tendo obtido resposta.

«Por uma só vez, neste final de sessão parlamentar, sejamos diferentes», apelou o deputado o PSD, insistindo com a oposição para que aceite integrar a comissão parlamentar para a reforma do Estado e aí «discutir as tão necessárias reformas estruturais».

Ricardo Batista Leite sustentou que «os consensos são possíveis» e, citando Francisco Sá Carneiro, defendeu que a oposição deve ser «estímulo» para o poder em exercício e «fator de progresso« para o interesse comum, concluindo: «Sejam esse estímulo, sejam fator de progresso».

O social-democrata defendeu que, nos últimos três anos, a maioria PSD/CDS-PP mostrou a sua «vocação humanista» ao «proteger os mais vulneráveis» e conseguiu «resultados positivos», que acusou a oposição de desvalorizar.

«Posso afirmar com elevado grau de certeza que é previsível que a oposição reaja à minha intervenção desvalorizando-a e menorizando os resultados positivos alcançados pelo país. Mais, no momento em que eu sair deste púlpito, a oposição vai sentir-se tentada a dar destaque, não aos nossos ganhos coletivos, mas aos sacrifícios diários pelos quais atravessam os portugueses», afirmou Ricardo Batista Leite.

Contudo, nenhum outro deputado se inscreveu para lhe responder.