Casamentos homossexuais: Ribeiro e Castro quer referendo

Deputado do CDS-PP diz que PS não tem legitimidade para avançar com legalização

Por: tvi24 / HB    |   3 de Novembro de 2009 às 17:29
José Ribeiro e Castro defendeu a realização de um referendo sobre a legalização do casamento de homossexuais, que consta do programa do Governo. O deputado do CDS-PP considera que tema ainda não foi alvo de discussão na sociedade portuguesa.

«É uma questão que não está debatida na sociedade e sobre a qual os cidadãos têm o direito de se pronunciar directamente através de um referendo», disse José Ribeiro e Castro à Lusa.

O ex-líder do CDS considera que os resultados das últimas eleições não conferem legitimidade ao PS «para avançar com questões que não estão debatidas na sociedade portuguesa».

«Sou contra [a legalização de casamentos entre pessoas do mesmo sexo] e penso que é uma questão que não tem prioridade política, mas participarei nesse debate e penso que não é possível ao Governo e ao PS avançarem para uma alteração jurídica sem ouvir os portugueses», frisou.

O Bloco de Esquerda e o PEV já entregaram diplomas para legalizar os casamentos entre pessoas do mesmo sexo, propondo uma alteração ao Código Civil. Na legislatura anterior, a maioria PS, PSD e CDS-PP rejeitaram iniciativas do Bloco de Esquerda e do PEV para legalizar os casamentos homossexuais.
PUB
Partilhar
EM BAIXO: Ribeiro e Castro
Ribeiro e Castro

COMENTÁRIOS

PUB
Operações irregulares no BES «fora do radar» de ex-administrador

Joaquim Goes alega que as cartas de conforto «não eram do conhecimento da maioria dos membros da comissão executiva». «Entre as quais, eu próprio», assegura. Estas cartas foram passadas BES à petrolífera venezuelana PDVSA e resultaram em elevadas imparidades ao banco no primeiro semestre de 2014. Depois disso, foi o fim.