A Secretaria Regional dos Assuntos Parlamentares e Europeus do Governo Madeira anunciou este sábado que o executivo decidiu encerrar Representação Permanente em Lisboa (RPL) "assim que os prazos processuais o permitam". Em comunicado distribuído este sábado, o Governo Regional justifica "a opção é suportada pela quase inexistente utilização do espaço que pretendia ser uma espécie de 'Embaixada' na capital portuguesa".

"A constatação da falta de pertinência para a existência de uma "embaixada" Madeirense em Lisboa é consolidada pela poupança de cerca de 100 mil euros anuais que este encerramento proporcionará, o que vai ao encontro da posição do Governo de respeito pelos recursos públicos num contexto de restrição orçamental", acrescenta.

No edifício onde funciona a RPL funciona também a Casa da Madeira em Lisboa relativamente à qual o Governo Regional manifesta a sua "vontade de colaborar" mas, realça, que respeita a sua independência "como de todas as outras associações, confiando que os seus representantes encontrarão as melhores soluções para o futuro da instituição".