A reunião de chefes de Governo e de Estado socialistas e progressistas da União Europeia, prevista para sexta-feira em Roma com a presença do primeiro-ministro português António Costa, foi cancelada devido à queda do avião da Egyptair.

De acordo com informação avançada à agência Lusa pelo gabinete de António Costa, a reunião foi cancelada a pedido do primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, o anfitrião, e do presidente francês, François Hollande.

Um avião da Egyptair despenhou-se esta quinta-feira madrugada no Mediterrâneo com 66 pessoas a bordo, entre os quais um português e 15 franceses, não estando excluído por enquanto nenhum cenário para o desaparecimento do aparelho, seja ato terrorista ou problema técnico.

Na reunião que se realizaria em Roma, estava também prevista a presença do primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, e do presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz.

O objetivo do encontro seria fazer uma análise sobre a atual situação da União Europeia, naquela que seria a segunda reunião neste formato, depois da iniciativa do presidente francês de juntar a 12 de março, no Palácio do Eliseu, em Paris, líderes de governos socialistas e progressistas da União Europeia.

Em Roma estavam ainda confirmadas as presenças do vice-presidente da Comissão Europeia Frans Timmermans, da alta representante da União Europeia para a Política Externa e de Segurança, Federica Mogherini, do chanceler austríaco, Christian Kern, do primeiro-ministro de Malta, Joseph Muscat, do líder dos socialistas espanhóis, Pedro Sanchez, assim como dos presidentes do Partido Socialista Europeu e da bancada socialista em Estrasburgo e vários ministros dos Negócios Estrangeiros de Estados-membros da União Europeia.