O Parlamento aprovou esta sexta-feira em votação final global a proposta de lei que admite o aumento da idade da reforma para os 66 anos, com os votos favoráveis da maioria PSD/CDS-PP.

O texto final foi aprovado em votação final global apenas com os votos favoráveis do PSD e do CDS-PP e contra do PS, PCP, BE e PEV.

No debate parlamentar, a 29 de novembro, o ministro do Trabalho, Pedro Mota Soares, defendeu que a alteração a alteração do fator de sustentabilidade e consequente aumento da idade da reforma para os 66 anos, em 2014, implica «apenas» um aumento de seis meses na idade da aposentação.

A alteração à lei de bases da Segurança Social estipula que a «lei pode prever que a idade normal de acesso à pensão de velhice seja ajustada de acordo com a evolução dos índices da esperança média de vida», como cita a Lusa.