«Este congresso acontece num momento muito difícil do país e o que os portugueses esperam que saía daqui são respostas para os problemas que enfrentam», afirmou António José Seguro à chegada ao congresso do PS em Espinho, adiantando que as questões internas do partido «são secundárias».

O socialista afirmou ainda que «o PS deve construir uma plataforma comum, onde têm lugar as diferentes opiniões existentes dentro do partido, para responder a esses problemas». António José Seguro disse ainda que «muitas vezes os políticos caem na tentação de acreditar que só falando se resolvem os problemas. É preciso ter a humildade de saber ouvir as pessoas». «É isso que venho fazer, ouvir», acrescentou.

O deputado lamentou ainda que Manuel Alegre não esteja presente no congresso, afirmando que «faz falta ao partido».