António Costa mostrou-se, este domingo, contra uma eventual privatização da TAP. O candidato às primárias do PS sublinhou que a empresa é um «valor» que Portugal «não deveria hesitar» em conservar.

«Sobre a TAP já disse: é mesmo aquela empresa que não deveria ser privatizada porque os riscos da privatização da TAP são muito grandes», alertou.

De acordo com a Lusa, António Costa falava aos jornalistas em Campo Maior, no distrito de Portalegre, à margem de uma visita ao certame Jardim de Papel, que decorre naquela vila alentejana até ao próximo dia 17.

Para o presidente da Câmara de Lisboa, a TAP é «condição da nossa inserção» de Portugal no mundo, uma vez que tem um valor «extremamente estratégico» para a relação transatlântica, em particular com o Brasil e o conjunto da América Latina.

«A TAP é um valor sobre o qual Portugal não devia hesitar em conservar», afirmou.