A revisão da lei de bases da proteção civil e a lei de financiamento dos bombeiros são as prioridades para o segundo semestre de 2014, diz o secretário de Estado da Administração Interna, João Almeida.

À luz das comemorações dos 120 anos dos bombeiros Sul e Sueste, esta noite no Barreiro, o secretário afirmou que é «muito importante para a sustentabilidade dos bombeiros» estas duas medidas.

O secretário de Estado considerou também que a situação do transporte de doentes é «muito preocupante», referindo que deve ser resolvida o mais rapidamente possível.

João Almeida salientou que «todos os dias há incêndios florestais no país e não se deve menorizar o trabalho diário de um dispositivo que tem tido uma capacidade de resposta extraordinária», durante a fase Charlie, a mais crítica de combate aos incêndios florestais no país.

Durante a cerimónia foi assinado com protocolo entre a Câmara Municipal do Barreiro, a Baía do Tejo, a Escola Nacional de Bombeiros e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Sul e Sueste, para a instalação de Unidades Locais de Formação.

Estas duas unidades de formação são direcionadas para o Salvamento e Desencarceramento Ferroviário e da Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas, funcionando no Parque Empresarial do Barreiro.