Marcelo Rebelo de Sousa prometeu, nesta quarta-feira, que se for eleito Presidente da República a 24 de janeiro um dos seus primeiros gestos "será para o Ronaldo", o internacional português.

"Se os portugueses me elegerem Presidente de Portugal, dos primeiros gestos que terei, um deles será para o Ronaldo", assegurou o candidato presidencial no âmbito de uma visita ao Museu do CR7, no Funchal, no decorrer da deslocação em campanha eleitoral que efetua nesta quarta-feira à Madeira.

O candidato presidencial teve nesta visita guiada ao museu a companhia do ex-presidente do Governo da Madeira Alberto João Jardim e do atual chefe do executivo insular, Miguel Albuquerque.

Logo no início da visita, Marcelo Rebelo de Sousa foi "brindado" com uma mensagem de Cristiano Ronaldo.

"Sei que está aí no meu museu, espero que goste", foi a mensagem enviada por Cristiano Ronaldo para Marcelo Rebelo de Sousa, que foi visionada durante a visita que efetuou ao núcleo do internacional português, nascido na Madeira, inaugurado a 15 de dezembro de 2013, num espaço que reúne 170 troféus, entre os quais as Bolas de Ouro (2008, 2013 e 2014), as Botas de Ouro (2007/2008, 2010/2011 e 2013/2014), e fotos emblemáticas que documentam a carreira do jogador.

Marcelo Rebelo de Sousa agradeceu e pediu ao irmão de Ronaldo, Hugo Aveiro, o responsável pelo museu, que transmitisse ao CR7 que "não esquecia a alegria" que teve há um ano, quando estiveram juntos "em mais uma altura em que prestigiou a Região Autónoma da Madeira e Portugal".

Nessa altura, acrescentou, "milhões de portugueses vibraram em uníssono com a vitória dele, como vibram todas as semanas com aquilo que de bom tem feito pelo país".

O candidato realçou que o jogador "tem sido um caso de excelência, de exceção e Portugal é conhecido em todo o mundo - sou testemunha disso - não por outras razões muito importantes que poderiam existir, mas chega-se a um miúdo ou a uma pessoa de mais idade e diz-se ‘Portugal, Portugal' e a resposta é 'Ronaldo, imediatamente'".

"Estamos com o Ronaldo em todos os momentos", declarou, acrescentando que "desta vez, o momento não foi tão bonito como outros, mas a vida é feita disso e os amigos são para as ocasiões".

"Estamos com ele hoje, como estive há um ano. Dê-lhe um grande abraço", concluiu.

Marcelo Rebelo de Sousa ainda ouviu o irmão de Ronaldo explicar que está a ser construído um novo museu, que terá uma construção "muito rápida, com novas aplicações para as pessoas passarem mais tempo e se divertirem, com balizas", perspetivando o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, a sua abertura para maio deste ano.

"Se em maio estiver pronto e se os portugueses confiarem em mim, como eu confio hoje, claramente, eu cá estarei muito pouco tempo depois de maio", concluiu, complementando Miguel Albuquerque : "A primeira visita como Presidente à região já vai visitar o novo museu."