"Os autarcas que medem o seu sucesso pelo número de obras que inauguram, que medem o sucesso pelo número de placas de descerram, esses vão ter vida negra". Os autarcas terão de se assumir "como agentes de desenvolvimento económico e social" nos seus municípios.