O General Garcia dos Santos demitiu-se do Conselho das Ordens Nacionais, em rutura com Cavaco Silva. Em causa, segundo o jornal digital «Observador» estão declarações feitas por Garcia dos Santos há cerca de um mês e meio, durante um almoço na associação 25 de abril. O general disse que Cavaco Silva «era o principal culpado pela atual situação do país» e acusou o Presidente de ser «um cobarde e de uma nulidade completa».

Garcia dos Santos acrescentou que o Presidente devia ter dado «dois murros na mesa» há cinco anos e chamado os partidos para que chegassem a um acordo.

Depois destas declarações, de acordo com o «Observador», o general apresentou a demissão no início deste mês do órgão que funciona na dependência do Presidente da República.

Garcia dos Santos foi Chefe de Estado-Maior do Exército e presidente da Junta Autónoma das Estradas, durante os governos de António Guterres.