O ministro angolano da Justiça, Rui Mangueira, disse à rádio Renascença e ao «Diário Económico» que a cimeira Portugal-Angola prevista para fevereiro não se irá realizar.

«A cooperação bilateral mantém-se, não há dificuldade nenhuma e não me cabe aqui fazer comentários sobre o que o Presidente da República já disse. Estamos a trabalhar normalmente com Portugal, não temos dificuldade nenhuma, a única questão é que a cimeira que estava prevista para o mês de Fevereiro não se vai realizar», afirmou Rui Mangueira, em Macau, à margem do Forum Macau.

A sessão de abertura deste evento que junta organismos da língua portuguesa na China esteve a cargo do vice-primeiro-ministro português, Paulo Portas.

Contactado pela TVI, fonte do MNE português não confirma esta informação.