O plano do Governo vê o turismo como uma das áreas mais importantes para o crescimento da economia e, para tal, a coligação PSD/CDS mantém a meta de chegar aos 20 milhões de turistas por ano, até 2020.

Para além disto, o Governo pretende que Portugal passe do 15º país mais competitivo do mundo, em matéria de turismo, para a 10ª posição. A Coligação afirma que é necessário “crescer em receitas por turista acima da média dos nossos principais concorrentes”.

Estas propostas transitaram do antigo Governo para o novo plano.
 

“O Governo considera, por isso, essencial a relevância das políticas que reforcem essa tendência, as quais devem incluir medidas que contribuam para o reforço da competitividade, seja no que diz respeito à desburocratização e à redução de custos de contexto, seja no que toca às orientações do destino Portugal”, pode ler-se no documento, entregue no Parlamento, esta sexta-feira.


As medidas passam pela aprovação do Plano Estratégico Nacional para o Turismo, que assenta, em grande parte, “na liberdade de atuação do setor privado”.

O setor privado deve também estar envolvido na preparação e na oferta formativas nas escolas, para assegurar melhor qualificação e preparação dos profissionais de turismo.