O PCP insiste na necessidade da convocação de eleições antecipadas, considerando que, apesar da «nova recauchutagem» do Governo PSD/CDS-PP, a política continuará a ser a mesma.

«O que se coloca não é uma qualquer e nova recauchutagem do Governo PSD/CDS para continuar a mesma política de intensificação da exploração, de empobrecimento e de desastre para o país. O que se coloca, e a realidade cada vez coloca essa exigência de dia para dia com uma maior força, é a necessidade da demissão do Governo, da convocação de eleições antecipadas», afirmou Pedro Guerreiro, do secretariado do Comité Central do PCP.

Em declarações à Lusa a propósito da tomada de posse dos novos secretários de Estado da Administração Pública, Administração Interna e da Justiça, Pedro Guerreiro anteviu um 2014 «pior» do que este ano, considerando que o Orçamento do Estado proposto pelo executivo liderado por Pedro Passos Coelho vai colocar ainda mais em causa as condições de vida dos portugueses «para privilegiar aqueles que mais têm».