O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, criticou este domingo a indefinição do PS em delinear uma política alternativa e considerou que o partido «nem é carne nem é peixe», parecendo «um caranguejo moído».

«Neste quadro de objetivos claros por parte da direita e deste PS que nem é carne nem é peixe, que mais parece um caranguejo moído em termos de definição de uma política alternativa, nós queremos dizer ‘aqui está a CDU’. Há razões para estarmos confiantes», afirmou Jerónimo de Sousa, referindo-se às próximas legislativas.

O secretário-geral do PCP falava durante um almoço-convívio com militantes em Castelo Branco.

Lembrando que as eleições legislativas são já em setembro ou outubro deste ano, o líder dos comunistas referiu que «esta batalha exige muito de cada um».