O embaixador Paulo Vizeu Pinheiro vai assumir o cargo de presidente do Comité das Relações Externas da OCDE, informou esta quinta-feira o Ministério dos Negócios Estrangeiros português, que se congratulou com a eleição.

«O Ministério dos Negócios Estrangeiros considera esta escolha o reconhecimento internacional da importância que Portugal atribui ao multilateralismo e à procura de consensos ao nível das relações entre Estados», refere o comunicado enviado à Lusa.

Paulo Vizeu Pinheiro era o chefe da Missão Permanente junto da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e, segundo a mesma nota, vai passar a ocupar as funções de presidente do «mais relevante» comité especializado da organização.

Segundo o MNE, em termos político-diplomáticos, à presidência do Comité das Relações Externas da OCDE compete a formulação, concretização e gestão de todos os instrumentos de política externa da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico.

Trata-se da primeira vez que Portugal preside a este órgão da OCDE, «tendo sido escolhido por consenso» para um mandato de um ano, sucedendo à França.