O presidente do CDS-PP e vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, prepara-se para fazer na segunda-feira, perante o Conselho Nacional do seu partido, uma avaliação das «questões políticas» suscitadas pelo chumbo de três normas orçamentais pelo Tribunal Constitucional.

Fonte do CDS-PP disse à Lusa que «Paulo Portas fará uma avaliação das questões políticas suscitadas pelo acórdão do Tribunal Constitucional» na abertura da reunião do Conselho Nacional do CDS-PP que está marcada para segunda-feira à noite, em Lisboa.

Está previsto que o CDS-PP faça nesta reunião do seu órgão máximo entre congressos uma leitura e um debate sobre a derrota eleitoral nas europeias de 25 de maio, às quais concorreu em conjunto com o PSD, elegendo um eurodeputado: Nuno Melo, que era o quarto da lista.