"Fomos nós que trouxemos a ‘troika'? Não"


"É o PS que diz, pela primeira vez em 40 anos, que o país pode ser governado não ao centro, mas com acordos entre o PS e os partidos à esquerda do PS. Legitimamente, nem o PC nem o Bloco aceitam o quadro europeu em que estamos integrados".








"Há cidadãos indecisos entre a coligação e o PS, são pessoas que se movem no centro político, sensíveis não apenas à estabilidade das contas públicas mas também à humanidade das políticas. Temos de as ouvir e integrar e, como democratas-cristãos ou sociais-democratas, percebemos muito bem esse sentimento".










"Se a causa de uma recessão dura está no resgate de 2011 e se o impulso da progressiva retoma da economia está nas reformas com compromisso social que fizemos, então, penalizem o PS, porque nunca assumiu responsabilidades nem tirou lições da política que levou ao resgate e à recessão".