Pedro Passos Coelho afirmou nesta quinta-feira que "o que se espera de um Presidente da República é que saiba o que vai fazer como Presidente da República".

"É isso que se espera de um Presidente da República, é que saiba o que vai fazer como no dia a seguir às eleições", disse aos jornalistas o candidato da coligação Portugal à Frente, à chegada à Trofa para um encontro com idosos.

Passos reagia, assim, às declarações de Cavaco Silva, em Nova Iorque, de que sabia "muito bem" o que fazer no pós-eleições, escusando-se, no entanto, a revelar "um centímetro" da decisão que está na sua "cabeça".

Questionado se gostaria que o chefe de Estado tivesse sido mais explícito, Passos disse que não: "O facto de não ter sido mais explícito não me gera nenhum desconforto, antes pelo contrário, tenho toda a confiança na metodologia que irá seguir para a formação do Governo, atento, como diz, à Constituição e aos resultados eleitorais".

"Não tenho dúvidas de que o senhor Presidente da República sabe como proceder no dia a seguir às eleições", reiterou o ainda governante.

Passos acrescentou ainda que conhece bem o Presidente: "Levo quase quatro anos e meio de convivência próxima com ele e sei que tem sempre um pensamento e uma maneira de trabalhar que respeita regras, que é cuidadoso".

Por isso, concluiu, "o Presidente da República disse o que se espera de um Presidente, que está preparado e sabe como proceder nestas circunstâncias, e eu não tenho dúvidas que o senhor Presidente da República sabe como proceder no dia a seguir as eleições".