Um protesto de lesados do BES interrompeu esta sexta-feira à noite uma sessão conjunta do PSD e CDS com Passos Coelho e Paulo Portas, em Aveiro.
 
O primeiro-ministro ia começar o discurso quando um pequeno grupo invadiu a sala e este foi obrigado a fazer um compasso de espera de alguns minutos enquanto dezenas de pessoas gritavam "Queremos o nosso dinheiro" e "Justiça".

              
                          (Lesados do BES interrompem Passos Coelho em Aveiro. Foto: Lusa/Paulo Novais)

 
O speaker e os militantes dos dois partidos ainda tentaram calar o protesto, mas Pedro Passos Coelho falou ainda mais alto.
 

"Estamos aqui livremente num país que comemora 41 anos de liberdade a fazer o arranque da coligação Portugal à Frente. Não precisamos de gritar por Portugal para mostrar em liberdade as nossas ideias e não precisamos de ofender ninguém para o poder fazer com alegria, como temos o direito de fazer."

 
Passos Coelho acabou por pedir aos manifestantes para saírem da sala, dizendo-lhes: "Não são bem-vindos aqui, não levem a mal".

A PSP foi chamada a intervir e só depois disso é que os manifestantes abandonaram a sala.