O presidente do PSD alegou hoje que os portugueses sabem que não existe nenhuma maneira de Governo de coligação com o CDS-PP cair, mas considerou que é preciso mostrar isso também aos parceiros europeus.

«Aqueles que pensavam que o CDS-PP e o PSD não seriam capazes de levar até ao fim este mandato de Governo, que é um mandato do interesse nacional, hoje sabem que não existe nenhuma maneira de estes dois partidos não cumprirem o seu mandato e não levarem o Governo até ao fim. Os portugueses sabem isso», afirmou Pedro Passos Coelho.

«É importante que encontremos uma forma de mostrar também aos nossos parceiros europeus que assim vai ser também», acrescentou o presidente do PSD e primeiro-ministro, durante um jantar de campanha para as autárquicas em Alcanena, no distrito de Santarém, no qual também esteve presente o dirigente do CDS-PP Telmo Correia.

Passos Coelho fez estas afirmações no final do seu discurso, depois de recordar o «pequeno sobressalto» que aconteceu no verão, numa alusão à crise política que envolveu um pedido de demissão do Governo do presidente do CDS-PP e então ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas.

«Deixem-me falar abertamente sobre isso. Não é por estarmos em campanha eleitoral devemos fazer de conta. Nós em julho passámos uma situação difícil», disse o presidente do PSD, acrescentando: «Não há dúvida hoje de que o Governo saiu reforçado desta crise».