O PS quer que o secretário de Estado da Administração Pública, José Leite Martins, vá à Assembleia da República para esclarecer se vão ou não haver mais cortes nos salários e nas pensões dos portugueses em 2014 e 2015.

«Exigimos que o secretário de Estado da Administração Pública venha à comissão de Orçamento e Finanças e Administração Pública esclarecer toda esta espiral de incerteza que o Governo criou e lançou sobre a vida dos portugueses», disse à Lusa o deputado socialista António Gameiro, assumindo Leite Martins como a «fonte oficial» do Ministério das Finanças que anunciou numa reunião com jornalistas o corte definitivo das pensões e que acabou desautorizando o primeiro-ministro, Passos Coelho, que disse, em Moçambique, que nada está decidido a esse respeito.

António Gameiro considerou, nas declarações à Lusa, que é necessário que o Governo e a maioria PSD/CDS-PP falem «a uma só voz», já que ao longo desta semana houve várias declarações contraditórias sobre a eventualidade de mais cortes nos salários e pensões e sobre a possibilidade de alguns dos cortes provisórios passarem a definitivos, noticia a Lusa.