Marcelo Rebelo de Sousa faz saber que não está disponível para encabeçar a lista do PSD para as eleições europeias de 07 de Junho. Em declarações ao «Diário de Notícias» (DN) desta quarta-feira, Marcelo Rebelo de Sousa é taxativo e diz que não quer integrar a lista para o Parlamento Europeu.

«Não estou para aí virado, sempre fui muito mais uma pessoa de tarefas executivas», diz.

Nos últimos dias têm surgido movimentações de militantes do PSD que pedem a candidatura de Marcelo Rebelo de Sousa, sobretudo depois do anúncio do nome de Vital Moreira para encabeçar as listas do PS. Esta semana, foi já lançada uma petição online com intenção de impulsionar uma candidatura do comentador.

Marcelo é descrito na petição como um candidato que «tem tudo o que é preciso para protagonizar um debate europeu elevado e mobilizador na sociedade portuguesa». De acordo com o DN, ontem, o documento já tinha centenas de assinaturas.

Os apelos ao avanço de Marcelo estendem-se também a um site ¿ Marcelo 2009 ¿ e até no Twitter o nome do ex-presidente do PSD surge também associado a um movimento que o quer ver como candidato nas europeias.