Medina Carreira diz que a situação portuguesa não pode ser comparada com a da Irlanda. No programa Olhos nos Olhos da TVI24, o antigo presidente do Instituto Nacional da Administração, Valadares Tavares, mostrou-se mais otimista, defendeu um consenso político e social e lembrou que Portugal cortou mais nos salários do que a Irlanda.

«Estou convencido que Portugal tem condições para ir reduzindo o seu défice e regressar aos mercados. Agora tem de fazer algumas dessas alterações estruturais. Não pode continuar a descontrolar as despesas», defendeu.

Já Medina Carreira salienta as diferenças entre Irlanda e Portugal. «A Irlanda tem economia, não era um estado falido. Eles desde o primeiro dia começaram a por ordem naquilo, nós não começamos. Nós falimos, continuamos falidos», disse, lembrando que a troika já disse que em 2015 «temos que abater» mais 1.7 milhões de euros. «Rezemos um padre nosso para que não aconteça nada pior. Não façamos comparações com a Irlanda».

O ex-presidente Instituto Nacional da Administração lembrou ainda que Portugal cortou mais nos salários do que a Irlanda. Entre 2010 e 2012 - Portugal cortou 19% nos salários e Irlanda só 6,5%, precisou.