A antiga ministra do emprego, Maria João Rodrigues, candidata assumida ao lugar de Comissária Europeia, afirma que a escolha do nome a apresentar a Jean-Claude Juncker deve ser de consenso e apartidária.

No programa «Política Mesmo» da TVI24, a antiga ministra disse, ainda, quais são as pastas europeias que Portugal deve tentar conseguir no próximo mandato.

Maria Rodrigues afirma que uma das pastas de maior importância para Portugal seria a, muitas vezes ignorada, pasta das Relações Interinstitucionais.

«[A pasta] da inovação pode ter interesse, mesmo a da política regional teria interesse, mas não é fácil, porque vai ser muito pretendida sobretudo por países a leste. Mas há pastas que muitas vezes passam despercebidas e são da maior importância, como a das relações interinstitucionais, que é uma pasta chave, porque é aí que se faz a coordenação da política económica e social para o crescimento, e é aí que se vai discutir a reforma da união económica e monetária. Por essa razão acho que essa pasta teria o maior interesse para Portugal».