Augusto Santos Silva diz que este Orçamento para 2014 é uma derrota política do CDS. Na TVI24, o comentador afirmou que nas contas do próximo ano vai haver continuidade da política de Vítor Gaspar.

«Há uma derrota política clara da linha mais protagonizada pelo CDS», disse, considerando que o OE2014 «significa a continuidade de Vítor Gaspar pós-morte política».

«Este é um Orçamento de faz de conta. É impossível chegar a 4% em 2014», previu o antigo ministro socialista.