Augusto Santos Silva critica o Governo por dizer que o alargamento da Contribuição Extraordinária de Solidariedade não é um aumento de impostos. Na TVI24, nesta terça-feira, o comentador diz que as alterações na CES não têm qualquer fundamento e nem se justificam orçamentalmente.

«Não se pode dizer que se vai alargar o CES e dizer que não é aumento de impostos. Não é aumento de impostos no sentido em que um extremo-esquerdo não é a mesma coisa que um extremo-direito no futebol», argumentou o comentador da TVI24 no programa Política Mesmo.

«O alargamento da CES não tem nenhum fundamento», defendeu ainda, considerando que o chumbo do Tribunal Constitucional ao corte nas pensões significa 0,2% do produto: «Não é por aí que gato vai às filhoses.»