António Santos Silva considerou que o apelo de Cavaco Silva, esta terça-feira, nas comemorações do 10 de junho na Guarda, ao consenso é irrealista.

O comentador da TVI lembrou que, na prática, o Governo não tem com quem dialogar, uma vez que a direção do PS está funções de gestão até às eleições primárias de 28 de setembro.

«Como é que pode haver acordo interpartidário com o PS em funções de gestão?», questionou o comentador da TVI24.

Quanto aos protestos dos professores, Santos Silva considera uma «estupidez» manifestações deste tipo durante um discurso do Presidente da República numa cerimónia militar.

«É estúpido estar a tentar interromper discurso do PR e uma cerimónia militar», acrescentou.