O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário, defendeu esta quinta-feira em Lisboa a necessidade de se debater «de forma muito séria» a realidade migratória atual, porque «não há desenvolvimento sem migrantes».

«A atual realidade migratória é uma realidade muito complexa que obriga políticos e as diversas comunidades e a sociedade em geral a discuti-la de uma forma muito séria, muito intensa [porque] não há mundo, não há desenvolvimento, sem migrantes», declarou José Cesário à imprensa, à margem de uma conferência sobre «Migrações Circulares na União Europeia: Parcerias para a mobilidade entre a Europa e países terceiros», na Associação Cabo-Verdiana de Lisboa.

Frisando que «hoje, os migrantes no mundo são mais de 230 milhões de pessoas», o responsável observou que «tal significa que, por mais tentativas que se façam para limitar a circulação de pessoas, é o próprio desenvolvimento que obriga a que assim seja».