“Queremos acreditar que haja falta de meios, não queremos dar uma interpretação pior, mas é inaceitável”, disse Mendo Castro Henriques, acrescentando que o partido admite a impugnação da eleição do deputado pelo círculo Fora da Europa, em caso de “irregularidades”.















Tribunais especializados no crime económico


“Estamos escandalizados e não percebemos porque está ausente da campanha a abordagem do tema da justiça, que está inteiramente relacionado com isto [crime económico]”, disse aos jornalistas o cabeça de lista do Nós, Cidadãos! pelo círculo de Viseu, Marco Dias, numa conferência de imprensa realizada junto à sede do Banco de Portugal, em Lisboa.




“Quando vamos a um tribunal para tratar de qualquer assunto relacionado com contabilidade e fiscalidade, o juiz não percebe e é preciso vir um perito externo e depois confiar na opinião dele. Os tribunais deviam ter esses peritos residentes e analisar tudo de forma imparcial”, afirmou, acrescentando que “há muitos problemas relacionados com o crime económico que não são devidamente tratados” na justiça.