O líder do PS/Lisboa, Marcos Perestrello, defende a candidatura da autarca de Odivelas, Susana Amador, para a presidência da Associação Nacional dos Municípios Portugueses (ANMP), ideia também apoiada pelo presidente da Câmara de Lisboa, António Costa.

A ANMP reúne-se em congresso nos próximos dias 23 e 24, em Santarém, para eleger os novos órgãos diretivos, cabendo a presidência ao PS - partido que venceu em número de câmaras (e de votos) as últimas eleições autárquicas.

Susana Amador, presidente da Câmara de Odivelas, assume também as funções de membro do Secretariado Nacional do PS desde setembro de 2011, tendo integrado a equipa inicial de direção constituída pelo secretário-geral, António José Seguro.

Interrogado sobre a possibilidade de Susana Amador suceder ao social-democrata Fernando Ruas na presidência da ANMP, o líder da Federação da Área Urbana de Lisboa (FAUL) do PS respondeu que veria essa solução «com muito bons olhos».

«Seria a primeira vez que uma mulher assumiria a presidência da ANMP e, além disso, Susana Amador é uma autarca experiente, com um trabalho muito positivo no município a que preside. Penso que uma presidente de um município metropolitano seria um sinal muito importante», sustentou Marcos Perestrello.

De acordo com fontes socialistas, o nome de Susana Amador para a liderança da ANMP já foi defendido por António Costa junto do secretário-geral do PS, tendo sido também a indicação acordada na reunião de segunda-feira do Secretariado da FAUL.

Nas últimas semanas têm surgido também como potenciais presidentes da ANMP os nomes dos autarcas de Coimbra, Manuel Machado, e de Baião, José Luís Carneiro, que desempenha igualmente as funções de líder da Federação do Porto do PS.

No Conselho Diretivo da ANMP, segundo fonte socialista, o PS terá nove dos 17 lugares (um deles o presidente), cabendo seis ao PSD e dois à CDU.

Já o Conselho Geral da ANMP, com 61 elementos, o PS deverá indicar 30 membros, o PSD 21, a CDU sete, o grupo de autarcas independentes dois e o CDS um.

A composição destes dois órgãos, conselho geral e conselho diretivo, são repartidos por método de «Hondt».

Dirigente PS/Porto critica FAUL por lançar Susana Amador

Já o dirigente do PS/Porto Fernando Jesus criticou hoje a direção da Federação da Aérea Urbana de Lisboa (FAUL) por apoiar publicamente a autarca de Odivelas, Susana Amador.

«Lamento que se estejam a jogar nomes na praça pública para se queimarem uns aos outros», declarou à agência Lusa Fernando Jesus, membro do Secretariado da Federação do Porto do PS e também vice-presidente do Grupo Parlamentar socialista.

Para Fernando Jesus, «os nomes que têm vindo a público para a presidência da ANMP, o de Manuel Machado [autarca de Coimbra] e o de José Luís Carneiro [autarca do Baião e líder do PS/Porto], qualquer que seja a escolha, dão garantias de um excelente mandato».

«Lançar mais nomes não é um bom serviço que se presta à ANMP nem ao PS, sem prejuízo pelo respeito e imensa consideração que me merece Susana Amador», acrescentou o dirigente socialista da Federação do Porto.